Pensamento da semana

"Um país se faz com homens e livros" Monteiro Lobato

sábado, 30 de maio de 2009

Roteiro de análise literária

Ler um livro não é só conhecer a história. É preciso colocar-se no
texto e tentar percorrer o caminho que o pensamento do autor percorreu. É preciso entender o porquê, o quando, o onde, o como. Para que o mundo maravilhoso e mágico do autor se torne realidade, é necessário que os leitores entrem no texto com suas vivências e recriem a realidade criada pelo autor.
O roteiro de análise literária tem a intenção de ajudar você a compreender os elementos das histórias contadas em livros. Ele precisa, porém, ser adaptado às características de cada livro e de cada autor.

1. Identificação:
Autor
Obra
Edição
Editora
Local e data de publicação

2. Pesquisa
· Biografia do autor

3. Estrutura da Obra

a) Assunto - principal acontecimento sobre o qual gira a história.

b) Enredo – conjunto de fatos narrados.

O enredo apresenta os seguintes elementos:

· Introdução – momento em que são apresentados os fatos iniciais; serve para situar o leitor diante do que irá ler.
· Complicação – parte da história em que são desenvolvidos os conflitos.
· Clímax – momento culminante da história, de maior tensão e suspense.
· Desfecho – solução dos conflitos; resolução da complicação, da aventura.

c) Personagem – ser que vive a ação, responsável pelos acontecimentos da história. (Você deverá caracterizar o personagem)

A personagem pode ser:

· Principal – mais importante no desenrolar do enredo.
· Secundária – personagem que tem uma participação menor ou menos freqüente. É importante situar as características físicas, psicológicas, sociais etc. das personagens. A personagem principal pode ser protagonista quando apresenta características que a fazem sobressair em seu grupo, ou antagonista quando ela se opõe ao protagonista e atrapalha sua ação.

d) Espaço – lugar onde se passam as ações das personagens.

e) Ambiente – espaço com características sociais, econômicas, morais, psicológicas em que vivem as personagens.

f) Tempo - análise dos índices de tempo que o enredo apresenta.

O tempo pode ser caracterizado quanto à:

· Duração – tempo que a história levou a ocorrer.
· Época – pano de fundo da história. Quando a época é atual, basta justificar com elementos da atualidade; quando a época é antiga, pode-se e deve-se procurar uma correspondência com fatos históricos.

g) Narrador - identificação do ponto de vista ou foco narrativo, isto é, verificar se o narrador conta a sua própria história (1ª pessoa) ou conta à história de outras pessoas (3ª pessoa).

4. Opinião

O leitor deve dar sua opinião a respeito da história, da estrutura da obra, do autor e da linguagem.


Obs:Adaptações realizadas para este roteiro

Referência: Cócco, Maria Fernandes.ALP – análise, linguagem e pensamento: a diversidade de textos numa proposta construtivista – São Paulo: FTD, 1993.

4 comentários:

Antonia disse...

Olá...
Tenho uma dúvida...
para crianças do 5º ano que iniciam agora o trabalho com livros literários, este seria um roteiro apropriado?
Obrigada.
Antonia Umbelina
Psicopedagoga

Florência Vieira disse...

Olá, Antonia!
Sempre trabalhei com as séries finais do Ensino Fundamental, mas acredito que você possa adaptar este roteiro às características da sua turma e do livro analisado. Sugiro que este trabalho inicial seja feito uma vez, no ano, para que os alunos entrem em contato com a nomenclatura dos elementos da narrativa.
As sugestões deste roteiro servem apenas como ponto de partida para um trabalho de reflexão sobre a superestrutura esquemática da narração, presente na maioria dos livros.
Os livros podem ser explorados de outras formas ao longo do ano, através de dramatizações, cartazes, histórias em quadrinhos, enfim, atividades de retextualização.
Um grande abraço,

Profª. Florência

Anônimo disse...

Olá, gostaria muito se me passasse algumas instruções de como trabalhar literatura nos anos finais. A escola onde trabalho não tem opções de livros para leituras. Por favor me mande algumas sugestões. Um abraço.
meu email- magnatrindade_pires@hotmail.com

Florência Vieira disse...

Olá, Magna!
Desculpa pela demora,mas minha rotina consome muito tempo.
Fica muito difícil trabalhar literatura sem o seu objeto principal,o livro. Difícil, mas não impossível. Não sei o que você tem de material para leitura, porém lhe sugiro trabalhar com o real. Sabe-se que até a quinto ano o universo literário da criança é lúdico e nos anos finais o universo literário é de abstração total. O primeiro passo é fazer essa transição, ou seja, definir o universo literário de cada ano.
Fazer com que o aluno seja um bom leitor é a nossa intenção. Já que você não dispõe de material vou listar algumas estratégias que eu usaria nessas circunstâncias.
1º Produzir literatura: textos literários como: poemas, contos,crônicas, fábulas... E depois promover a divulgação ou leitura coletiva desse material.

2º Utilizar alguns livros da coleção "Literatura em minha casa" ou outros, e realizar em sala a leitura coletiva através de rodas de leitura ou pedir que os alunos tragam livros de casa para realizar esta atividade. Dessa forma toda a sala lê o mesmo livro de forma interativa. Se demorar um mês, ao final serão mais ou menos doze livros lidos.
O principal da leitura é envolver e emocionar seus alunos nessas atividades e proporcioná-los uma visão dos vários autores que registram em suas obras seus pensamentos e fantasias em relação ao mundo em que vivem.
Espero ter contribuído de alguma forma.
Abraços,
Profª Florência Vieira